1° de maio: visão histórica e reflexões de um aluno do ensino médio

A luta por melhores condições de trabalho e vida por parte dos trabalhadores começa no século XIX, quando eles, inspirados por ideais marxistas e anarquistas, começam a se organizar e reivindicar uma série de pautas do interesse deles. Nesse momento a situação era realmente difícil. Para se ter uma ideia, em meados desse mesmo século, o salário diário de um trabalhador HOMEM francês (2 francos) mal comprava um quilo de carne ( 1,25 franco).

Desde então, através de custosas lutas e usando como principal “arma” a greve, o operariado mundial ganhou espaço político e uma série de benefícios, tais como o direito de se organizar em sindicatos, redução da jornada de trabalho, melhores salários, etc.

Porém, uma dessas lutas ficou marcada na história: a que ocorreu no dia 1° de maio de 1886. Neste dia e também nos seguintes, uma série de manifestações que pediam a redução da jornada de trabalho para 8 horas ocorria em Chicago (EUA). Nelas, houve confronto entre manifestantes e policias. Como saldo disso, dezenas de manifestantes e policiais foram mortos e feridos. E no dia 4 de maio (na Revolta de Haymarket), oito líderes dessas manifestações foram presos (sem nenhuma prova) acusados de terem estourado uma bomba no local, sendo cinco deles condenados à morte. E em memória de todo esse conflito, o dia 1° de maio é tido mundialmente como Dia do Trabalho.

E o Brasil não fica fora de tudo isso. Desde a República do Café-com-Leite, passando pelo período Vargas e pela Ditadura Militar, a luta do operariado encontra-se presente. Destaca-se o movimento sindicalista do ABC que, através de greves históricas (como a de 1979), culminou com a criação da CUT (Central  Única dos Trabalhadores) e do PT.

Entretanto, para além de posicionamentos políticos (esquerda ou direita, petista ou não) vamos olhar para toda essa história, e perceber o quão importante é o dia 1° de maio. Ele representa toda a vontade de uma classe social de viver com dignidade e felicidade. Classe essa que representa boa parte dos brasileiros e que sem ela, nossa já tão enfraquecida e precária economia não teria sequer uma base para se sustentar.

Por isso, a todos os trabalhadores mundiais, inclusive os brasileiros, parabéns pelo seu dia.

“Um dia nosso silêncio será mais forte que as vozes que hoje vocês estrangulam”. Frase escrita no Monumento aos Mártires de Chicago.

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: