O Tempo Que Não Passa ( E Tudo Que Já Foi )

“O ano passou rápido né?” Não, não passou. “Parece que foi ontem” Parece, mas não foi. Aí mora o problema.

Às vezes me pego julgando pessoas que não lutam suas lutas. Figuras públicas atingidas por alguma opressão e que, estando na posição em que estão, poderiam ajudar muito. E daí me pego lendo comentários de portais na internet. E as entendo. É tanto ódio e tanta merda, e eles levam a dois lugares: Dar mais força para lutar, ou sugar toda ela.

Estamos estagnados no presente, e o tempo que está passando parece tão longo, e o tempo que já passou parece tão perto. Vale a pena gastar energia tentando mudar as coisas? Tudo parece o mesmo, se não pior, o tempo todo.

Você provavelmente já viu algum daqueles gifs ou vídeos que mostram uma plantinha, depois uma cidade, depois um continente, depois a terra, e a via láctea, e acabam mostrando todo o universo conhecido. Sempre acompanhados de frases como “Pare e veja como seus problemas são pequenos”. Não funciona para mim. Os problemas que eu enfrento continuam sendo grandes, quem se torna pequeno e insignificante sou eu.

Acaba na batalha entre quem diz “Uma pessoa não comer carne não vai mudar nada” e a outra que retruca “De tostão em tostão, se chega a um milhão”.

As coisas não parecem mudar, mas mudam. Talvez devessem mudar os gifs e os vídeos. O que importa não é a matéria física, é o tempo. 200 anos atrás eu não estaria escrevendo esse texto nem mesmo em uma máquina de escrever. Há 30, ele não subiria para a rede mundial de computadores. 5 anos atrás eu não poderia nem casar.

Não é o tempo em si o problema, é a limitação dele. Somos seres que vivem pouco, e por isso fazemos tanto em tão pouco tempo, e também por isso parece que foi tão pouco pelo tanto de tempo que já foi. Se abster de lutar, por qualquer coisa que for, por pensar que não adianta, que não mudará, é se estagnar no tempo. O homem que não lutou na revolução de seu país e hoje vive num país que não ajudou a moldar, ele se estagnou no tempo. O diretor de cinema que deixou de tocar em assuntos importantes por que parecia que não dava em nada, ele se estagnou no tempo. O político que adormeceu seus ideais porque parecia que nada iria mudar, ele se estagnou no tempo. E o homem que entendeu na sua pequenez diante do universo, a sua grandeza perante o seu mundo, esse caminha com o tempo.

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: